• Tina

Convívio-19: Dicas de Quarentena para #GenteComoAGente

Atualizado: Mai 7

Sim, esse é mais um post sobre o que fazer com as crianças durante a quarentena. Mas antes de começá-lo, gostaria de compartilhar um pouco sobre o que está rolando na minha vida nesses últimos tempos. Queria que vocês soubessem que não são dicas prioritariamente de entretenimento, mas mais de sobrevivência para pais & mães tentando manter o equilíbrio entre vida e trabalho em meio ao caos.


Como sabem, a Festtina ainda é um projeto em fase de concepção. Tenho algumas ideias, algumas certezas e alguns desenhos iniciais de tudo o que planejo com tanto carinho para o grande dia do lançamento ~pra valer~. No meu mundo ideal, este e os próximos dois meses seriam a transição entre meu trabalho CLT e esta nova aventura. Chegou o COVID-19 a galope e me passou aquela rasteira.


Afinal, como sequer falar em festa, quando estamos todos isolados? Logo no primeiro final de semana, participamos de uma festinha infantil e nos conectamos por vídeo para dar aquele apoio moral. O resultado foi a maior choradeira entre adultos e crianças, ficamos todos de coração partido pela situação.


Minha vida está uma loucura e nem preciso falar que não sobra tempo para n-a-d-a. Recebo dicas super legais para as quais não tenho tempo para me dedicar, e bloqueada sobre como seguir com a Festtina nesse hiato, pensei em compartilhar algumas coisas que deram certo por aqui para papais e mamães da vida real, que estão entre calls, preparação do almoço e tentando manter a caixa de e-mails (e a pia de louça suja) em um nível gerenciável.


Por último, antes de ir às dicas, queria compartilhar que essas são algumas coisas que deram certo aqui em casa. Sabemos que cada lugar é diferente: por aqui somos um par e temos uma pequena de quase 3 anos. E “dar certo” é naquelas também: tem surto, choro e às vezes gritaria. Está tudo bem, seguimos vivos e saudáveis, apesar de um pouco loucos!



1. Estruture uma programação para o dia e compartilhe com sua criança

Parece básico, mas eu sei que não é nada fácil. Eu ainda por cima odeio me sentir presa em rotina. Mas ao ter o dia mais ou menos planejado, conseguimos concentrar nossas energias nos momentos decisivos e pensar em atividades em em sintonia.

Uma dica para essa missão é montar um varal de atividades e fazer os combinados do dia com seu filho de manhã. As crianças se sentem mais seguras quando entendem o que vai acontecer, e cá entre nós, fica bem mais fácil convencê-los das atividades que não querem fazer (banho, socorro!!!).



2. Alinhe suas reuniões às atividades mais introspectivas

Você precisa fazer ligações e reuniões? Tente condensá-las em um período e concentre as atividades mais introspectivas nesse momento para sua cria, de forma que você possa acompanhar no modo coadjuvante (se puder): jogo da memória, quebra-cabeças, massinha, pintura ou picar papel colorido para fazer alguma arte.


Na hora do aperto, um filme vai bem também e podemos aceitar essa ferramenta de apoio sem culpa, afinal vivemos um momento único e nossas cobranças seguem as mesmas. Para variar um pouco, descobri alguns canais bacanas no YouTube para contação de histórias, um destaque especial para oFafá Conta Histórias, que me hipnotiza às vezes também! Para crianças mais ativas, a Cia Mover é um grupo de dança infantil que publica diariamente atividades para "dançar em casa".



3. Tente combinar entregas diárias no seu trabalho

Se puder, oriente seu trabalho a entregas e aceite que não dá para fazer multitasking em tempo integral. Guarde as atividades que exigem maior concentração para depois que seu filho dormir.


Para não se sobrecarregar (ou se sobrecarregar menos), adiante as atividades do terceiro turno: preparar o jantar, lavar roupa ou outras atividades que seu pequeno possa fazer junto, e ainda gastar um pouquinho de energia. Eles adoram fazer atividades de “adultos” e também é uma oportunidade para promover a divisão de tarefas em casa.


4. Vai passar

É difícil lembrar disso em meio ao caos. Também é difícil lembrar que estamos em posição de agradecer por podermos estar em casa protegidos e protegendo nossa comunidade. Essa é uma oportunidade para olharmos para dentro e nos conectarmos com nós mesmos e com nossa família. Pessoalmente, acredito que seja um tempo para realinharmos nossos propósitos e buscarmos um estilo de vida mais equilibrado com nossos valores.


Abrace a pessoa que você é, e apesar dos altos e baixos, tenha plenitude para entender que está fazendo o que é melhor ao seu alcance. Converse com sua família, inclusive com seu filho. Ajuste o tom da conversa, explicando sobre a situação, contando sobre seus desafios e pedindo ajuda quando precisar. Por aqui, fugir para perto da janela e olhar o horizonte ao invés de soltar um palavrão também funciona (na maioria das vezes).


Fiquem bem, fiquem em casa. 💙

7 visualizações

A Festtina desenvolve e comercializa itens exclusivos para decoração de festas. Pensamos em cada projeto com muito carinho, e produzimos tudo com consciência.

Feito com 🖤 em São Paulo

QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES?

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Pinterest Ícone
  • Cinza ícone do YouTube

Festtina © 2020. Todos os direitos reservados.